Alunos de Pedagogia participam de palestras sobre primeiros socorros

  • 0

Alunos de Pedagogia participam de palestras sobre primeiros socorros

Category : Notícias

Na última semana os alunos do curso de Pedagogia participaram de uma palestras sobre primeiros socorros, nela foi possível aprender ações básicas e muito importantes na hora de salvar a vida de uma pessoa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Alguns procedimentos essenciais devem ser observados em todas as situações de emergência. É importante saber que as duas primeiras horas após o acidente são decisivas para o tratamento eficaz dos ferimentos e a sobrevivência da vítima.

Preparamos algumas dicas que podem ser muito importantes, confira:

Compreenda a situação

  • mantenha a calma;
  • procure o auxílio de outras pessoas, caso seja necessário, e peça que chamem um médico;
  • ligue para emergência em sua cidade;
  • mantenha os curiosos à distância, pois assim o socorrista terá espaço suficiente para trabalhar;
  • faça o exame primário para a avaliação completa do estado da vítima. Mas
  • atenção: o exame secundário, que visa descobrir quais foram as lesões sofridas, só pode ser feito se a vítima se encontrar em condições estáveis.

   Proteja a vítima

  • analise o ambiente em que se encontra a vítima, a fim de minimizar os riscos tanto para o acidentado como para o socorrista (fios elétricos, animais, tráfego, entre outros);
  • caso necessite parar ou desviar o trânsito, procure pessoas capazes de fazê-lo;
    se necessário, remova a vítima para um local adequado;
  • aja sempre com o intuito de acalmar a pessoa, e sem movimentá-la com gestos bruscos;
  • converse com a vítima, pois, se ela responder, significa que não existe problema respiratório grave. Caso ela não consiga se comunicar adequadamente, verifique se está respirando. Em caso negativo, você deve agir rápido: proteja a sua mão, abra a boca da vítima e verifique se há algo atrapalhando a respiração, como prótese dentária ou vômito; remova imediatamente. Se necessário, faça a respiração boca-a- boca e a reanimação cárdio-pulmonar (RCP);
  • se a vítima estiver vomitando, coloque-a na posição lateral de segurança (com a cabeça voltada para o lado, a fim de evitar engasgos).

 

Os suprimentos de primeiros socorros são indispensáveis para o atendimento; por isso, é sempre bom ter um kit em casa e outro no carro.

   Exame primário

Envolve a avaliação completa da vítima, com especial atenção para tudo o que possa provocar risco de vida:

  • observar o ambiente em que a vítima se encontra;
  • colocar reto o pescoço da vítima e manter a mandíbula segura, visando desobstruir as vias respiratórias e amenizar a pressão na coluna cervical;
  • avaliar se a vítima apresenta parada respiratória ou cardíaca. Em caso positivo,
  • começar imediatamente a reanimação cárdio-pulmonar (R.C.P.);
  • analisar a existência de hemorragias, e buscar meios para contê-las;
  • verificar o estado de consciência da vítima;
  • avaliar a intensidade da dor;
  • conferir a temperatura do acidentado;
  • manter a vítima aquecida com cobertores e/ou lençóis.

   Exame secundário

Este exame somente é feito quando o acidentado se apresenta em condições estáveis. Siga as instruções abaixo.

  Cabeça e face

  • analise a região superior do couro cabeludo, procurando alguma alteração;
    escorregue as mãos pela parte de trás da cabeça;
  • apalpe a parte frontal do crânio (testa e região superior).

   Tronco

  • toque na clavícula (osso do ombro), um lado de cada vez;
  • apalpe a face anterior (da frente) do tórax;
  • apalpe o abdômen;
  • pressione o quadril anterior e lateralmente.

Obs: durante este exame, fique atento para o surgimento de bolhas e crepitações sob a pele, que podem indicar necessidade de atendimento médico imediato.

   Membros superiores

  • apalpe braços, ombros, cotovelos, antebraços e mãos;
  • verifique o pulso radial (no punho);
  • examine a movimentação dos membros.

   Membros inferiores

  • apalpe a coxa desde a virilha;
  • apalpe joelho, perna e pé;
  • cheque o pulso pedioso (no peito do pé);
  • examine a motricidade (movimentação);
  • repita o exame na outra perna.

OBS: Ao analisar a capacidade de movimento da vítima, deve-se ter cuidado redobrado ante uma suspeita de fratura. Evite ao máximo mexer no paciente, e providencie o socorro especializado.

   Dez mandamentos do socorrista

  1. Manter a calma.
  2. Ter em mente a seguinte ordem quando prestar socorro: eu (o socorrista) — minha equipevítima.
  3. Checar se há riscos no local de socorro.
  4. Conservar o bom senso.
  5. Manter o espírito de liderança.
  6. Distribuir tarefas.
  7. Evitar atitudes impensadas.
  8. Havendo muitas vítimas, dar preferência àquelas com maior risco de vida (sofrendo de parada cárdio-respiratória ou sangramento excessivo, por exemplo).
  9. Agir como socorrista, não como herói.
  10. Pedir auxílio, especialmente do Corpo de Bombeiros local.

Adaptado: http://www.prefeiturarp.usp.br/pages/cipa/manual_primeiros_socorros.htm


Deixe seu comentário: